Descobre todas as novidades do Lisbon Challenge 2014!


Por: Daniel Araújo Há 4 anos, 3 meses atrás

No final do ano passado decorreu o primeiro Lisbon Challenge, o maior evento de aceleração que Portugal já teve. Organizado pela Beta-i, a versão de 2013 teve sem dúvida um óptimo resultado - a Unbabel e a Orankl (a startup vencedora) estão neste momento incubadas no Y Combinator, a Zercatto e Popcorn Metrics estão no Seedcamp, tendo outras recebido investimento.

Falámos com André Marquet, da Beta-i, que nos mostrou os planos para a nova edição que começa no dia 2 de Maio (inscrições fecham no dia 28 de Março).

Neste momento, a organização já conta com mais de 300 aplicações, oriundas de 41 países.

 

Com o sucesso da aceleração do ano passado, a Beta-i fez algumas alterações relevantes:

No ano passado, participaram 75 projectos, este ano apenas 25 terão acesso ao programa. (Este número poderá ser flexível, mas haverá sem dúvida uma grande redução no número de participantes) A razão para tal é clara - mais foco em poucos projectos, apoiá-los mais, e claro, ter um “filtro” ainda mais apertado.

Todas as startups recebem, ao participar no evento, ajudas de custo de 3500€ para poderem viver em Lisboa durante o programa.

Este ano o programa não terá um vencedor específico, como aconteceu com a Orankl (que recebeu 50.000€). Os vencedores irão ter um roadshow com investidores (para além do pitch com investidores internacionais que acontecerá no último dia do evento) e para procurar clientes em São Paulo, Londres e Boston.

 

 

A estrutura do Lisbon Challenge 2014

A primeira semana, de 5 a 9 de Maio, será um bootcamp mais intenso que poderá contar com oradores externos e onde pessoas fora do programa poderão participar, muito à semelhança do Explorers Festival.

A partir daí, as equipas focar-se-ão no Prototype Day, que irá acontecer no dia 30 de Maio.

Nos restantes dois meses a prioridade será afinar o produto, testar o mercado e preparar todos os detalhes para o Investors Day que irá acontecer no final do programa, à semelhança do ano passado.

Uma das novidades mais importantes é que a própria Beta-i poderá investir em 10 startups. Esta possibilidade não será um prémio em si, apenas negociações que irão ocorrer depois do evento e que serão apresentadas a todas a startups seleccionadas.

   
 

O Lisbon Challenge tem ganho o protagonismo de fazer uma pré-selecção de projectos e equipas, dar-lhes as ferramentas que precisam para competir globalmente e, com a rede de contactos forte da Beta-i, receber investimento ou aceder a programas de aceleração de renome internacional como o Y Combinator ou o Seedcamp.

As inscrições fecham dentro de duas semanas - podes fazer a tua aplicação na página do f6s do Lisbon Challenge. Podes também seguir todas as novidades no Facebook do Lisbon Challenge.


Comentários