SW Lisbon 2013 - maior, mais ativo e mais global


Por: Daniel Araújo Há 4 anos, 12 meses atrás

O Fernando Moreira, da equipa da NovaWeb, esteve presente nos três dias do Startup Weekend Lisbon, onde testámos uma nova plataforma de acompanhar eventos em realtime, a NovaWeb Live. O uso da plataforma foi um sucesso - mais de 1000 visitas, centenas de views no YouTube, e muitas conversas pelo nosso Twitter! Vamos agora fazer alguns melhoramentos para que a plataforma possa ser ainda mais útil para futuros eventos.

Fica aqui as várias notas, fotos e vídeos que o Fernando tirou durante o evento:

DIA 1

Mais de 100 pessoas reuniram-se na Central Station para mudar suas vidas e torná-la verdadeiramente emocionante. Mesmo antes do check-in começar, toda a gente já estava a fazer networking e a conhecer com quem iam passar estas 54 horas muito emocionantes. Com a chegada da pizza, os níveis de energia subiram! Quando começaram a encher a sala, ninguém estava sozinho - a rede tinha trabalhado muito bem.

Pelas 21:00 o André Marquet, um dos fundadores da Beta-i que faz parte da organização do evento, deu as boas-vindas a todos e explicou como o fim de semana vai rolar. Uma das melhores características desta edição do Startup Weekend foi que não se podia trabalhar em projetos antigos - tudo tinha que ser feito pela primeira vez. A primeira palestra foi feita por Alexandre Santos, Head of Special Projects Office na Portugal Telecom (PT), que explicou as muitas soluções que a PT tem para a cloud.

Tivemos cerca de 50 ideias que foram partilhadas no palco em menos de 1 minuto cada. A grande maioria eram, como seria de esperar, em torno da tecnologia - aplicativos móveis e web, agregadores de sites, entre outros. Houve também uma boa reação do público quando um dos pitches foi feito por um jovem de 15 anos. Que grande exemplo para todos nós.

Dia 2

O segundo dia foi o dia da ação. As cerca de 100 pessoas que estavam inscritas já estavam divididas em equipas de 3 ou 4, altamente motivadas pelo desafio que tinham pela frente. O mais inesperado aconteceu quando um rapaz de 11 anos, o Francisco, apareceu para trabalhar e apoiar um projeto! Foi um dos centros da atenção do dia. Alguns dos participantes juntaram-se à volta do Francisco para o ver trabalhar.

As equipas trabalharam no seu Business Model Canvas, fizeram entrevistas e inquéritos, desenvolveram os seus sites ou apps, tudo para ter um produto mínimo viável no dia seguinte.

Logo depois do jantar, que foi no restaurante Meninos do Rio, as equipas apresentaram o trabalho que foram desenvolvendo e já existiam mudanças drásticas comparando com o primeiro dia. Houve, ainda, um chat com a equipa do Startup Weekend de Nova Iorque!

Dia 3

17 equipas, 54 horas, 1758 post-its, e os vencedores foram... As 17 equipas. Foi o Startup Weekend demo day mais longo que já vi. Dentro da secção de web, tivemos várias plataformas, gestão de eventos ou até aplicações electrónicas - todas a tentar resolver problemas que todos temos.

Para além o ambiente fantástico, e os excelentes números em termos de participação, houve ainda tempo para ver o Francisco de 11 anos a escrever Python!

Quanto ao último dia, foi a prova que o nosso ecossistema está a crescer de forma sustentada - os modelos de negócio evoluíram bastante desde o primeiro dia, os participantes estavam confiantes no seu projeto, mesmo depois de terem que fazer várias modificações após o feedback de potenciais clientes. Esta é a essência do Startup Weekend. A expressão “Get out of the building” foi levada muito a sério quando os participantes perceberam que o input externo era tão importante como o trabalho dentro da equipa.

Ficaste com pena de não ter participado? O Startup Weekend Braga está a chegar!




Comentários